Diz aí, voluntário - Nicolle Oliveira - Meio Ambiente




Environment.



Aposto que a primeira coisa que você pensou foi: O que isso faz?hahaha 



Vou contar como foi a longa trajetória até chegar ao Rio de Janeiro.Sou acadêmica de gestão ambiental e no ano passado fiz meu primeiro voluntariado, essa primeira experiência me motivou a querer mais, mais e mais. O próximo evento era a Copa das Confederações, havia a opção para trabalhar na área ambiental, no evento de um esporte que eu amo. Não podia ser melhor!


Meu primeiro contato com os voluntários foi através do grupo Voluntários Copa Brasil 2014, no facebook. Fomos nos conhecendo, compartilhando: dúvidas, angústias, alegrias e experiências. Assim se passaram meses entre: treinamento online, dinâmica de grupo, treinamento online específico  e treinamento presencial. Antes mesmo do trabalho começar já estava sendo muito gratificante poder ajudar outros voluntários, incentivando quando eram criticados por voluntariar para FIFA, como chegar nos locais da dinâmica, hospedagem...
                
Depois de ser selecionada começou um dilema: onde me hospedar? No meu primeiro voluntariado fiquei em um hostel, dessa vez decidi procurar um apartamento e mais 5 voluntários para dividir. Missão difícil, confesso! Então criamos mais um grupo, o de hospedagem, e isso me aproximou, mais ainda, do pessoal que trabalhou na copa. 

Hora de começar a trabalhar! Imaginem o Maracanã com no mínimo 70.000 pessoas, agora imaginem a quantidade de resíduos gerados em apenas um jogo. É aí que Environment entra em ação! Uma empresa foi contratada para fazer a limpeza do estádio,  era responsabilidade da nossa equipe fiscalizá-los. Além disso, a Coca Cola tinha um projeto de reciclagem, quem foi aos jogos deve ter visto uns coletores verdes com o símbolo da Coca, todo o material dessas lixeiras foi para uma cooperativa de reciclagem.
A empresa tinha que deixar o chão limpo, retirar os resíduos das lixeiras (exceto a verde da coca), limpar os banheiros. Muito trabalho!!

Primeiro dia de trabalho


Um dia antes do primeiro jogo,  posicionamos os coletores da coca no padrão: Verde (reciclável) sempre do lado direito e a Cinza (não reciclável) do lado esquerdo, adesivo da coca sempre para frente. Ninguém deve ter imaginado que havia um padrão para o posicionamento das lixeiras, mas tudo bem. hahahahaha
                    

Durante todos os jogos minha equipe ficou responsável pelo 1° piso, a limpeza ocorria antes do jogo, no intervalo e após o jogo. O início era bem tranquilo, os torcedores chegavam algumas horas antes. O que nos dava trabalho mesmo era o resíduo dos banheiros, sempre que algo estava fora do padrão tínhamos que chamar alguém da limpeza para resolver o problema. Tentava ser mais simpática possível com a equipe, me apresentava e pedia que se direcionassem até o local para resolver determinado problema. Infelizmente, às vezes, os funcionários me olhavam com uma cara: Quem é essa que tá querendo se meter no meu trabalho? Sempre que o chão estava molhado, com lixo no chão, lixeira cheia, banheiro sujo eu tinha que chamar alguém para limpar.  Nos dois primeiros jogos tudo foi muito bem, sempre que havia um problema conseguia solucionar, modéstia à parte minha equipe foi uma das melhores.
Time completo
                   
  Rio's Voluteers Party   
Lembram que eu comentei do grupo no Facebook? Foi lá que eu conheci o Phelipe, fomos promovidos a administradores e entre muiitas conversas decidimos fazer uma festa antes da final para unir, ainda mais, essa galera. Foi sucesso total, os voluntários deram um show de animação! Se você perdeu não se preocupe em 2014 haverá a segunda edição!
                                      
Chegou o dia da final o/ Antes do grande jogo, aconteceu a cerimônia de encerramento, o que implicou na abertura dos portões muito mais cedo, às 15h e o evento só acabaria 21h. Isso exigiu 100% da nossa equipe, nosso primeiro problema foi com os carrinhos que vendiam  Budweiser e Coca, ao serem abastecidos o pessoal do gelo molhou todo o piso que já estava limpo, depois os carrinhos estavam com problema de vazamento e começaram a alagar o chão. O maraca começou encher... Não demorou muito para as lixeiras lotarem, o pessoal da limpeza não podia andar com os sacos de lixo pelo estádio, tinha um contêiner que passava pelos banheiros e corredores retirando todo o lixo. O problema é que tínhamos um horário para fazer isso e antes do previsto já estava lotado, apesar de tudo conseguimos resolver esse problema.

O jogo começou!!! Uma coisa que eu nunca tinha visto aconteceu: toooodoos os banheiros lotaram!! Inclusive os de deficiente estavam com fila (infelizmente, pessoas com ausência de educação estão presentes em todos os lugares), homens urinando em depósitos, gente fumando em local proibido e o Maracanã inteiro achando que eu era STS. Nesse momento, fiquei frustrada, parecia que tava tudo fora do controle. Logo recebi a missão de supervisionar um banheiro que ficava na saída de um vomitório, que tinha pessoas relativamente importantes, pois meu subchefe estava ouvindo muitaaas reclamações.  Missão dada é missão cumprida, fui até lá e quando cheguei a responsável estava parada na entrada, pensando na vida, pelo menos é o que parecia. O sabonete tinha acabado, o papel para secar as mãos, o lixo cheio, patente suja, vaso entupido... respirei o mais fundo possível e pedi com toda a educação do mundo para "colocar a casa em ordem", mas ela resistia, dizia que ia fazer, quando eu voltava estava tudo na mesma. Enquanto isso, a Patrícia Pilar foi ao banheiro e quando chegou a sua vez uma moça disse que era melhor ela não entrar que estava entupido hahahahaha só resolvemos o problema quando outra funcionária foi chamada para limpar aquele banheiro.  Estava tão preocupada com o trabalho que fui dar uma espiada no jogo poucas vezes . 

Festa dos voluntários

Fim de jogo, porém o trabalho continuou! Após a final os voluntários ganharam uma festa e adivinha quem tinha que levar as lixeiras para lá?! Minha equipe (: Budweiser, coca, pipoca e sorvete liberado. Sorteio de camisetas oficiais, cafusa, pins e com um DJ mega animado.



Muitos me perguntaram se eu não tinha assistido a final e ao responder que não ninguém compreendia que não estava chateada por isso, pelo contrário, fiquei muito feliz e satisfeita por saber que tinha feito um ótimo trabalho.

Toda vez que contava que ia trabalhar na Copa das Confederações ouvia comentários do tipo: Você vai cuidar das lixeiras do Maracanã! Ficava muito brava com isso. O mais engraçado é que foi isso que aconteceu, eu era responsável pelas lixeiras do maraca! Mudei minha visão sobre o que  é cuidar das lixeiras e limpeza, eu mesma comecei a brincar com a situação, quando voluntários me perguntavam minha área respondia: Eu cuido das lixeiras kkkk.


Gostei muito da minha área de atuação, às vezes, enquanto estávamos trabalhando espiávamos o treino das seleções e ensaios da cerimônia de encerramento, mas os  steward sempre mandavam a gente sair HAHAHAHA Nosso coordenador foi o melhor, nos deu total liberdade para dizermos o que achávamos que estava errado e poderia ser melhorado. Voltei para casa com a sensação de dever cumprido e até hoje tenho uma saudade imensa de todos. CHEGA LOGO 2014!!! 

Nicolle Santos de Oliveira
Acadêmica de Gestão Ambiental
Colaboradora do Blog Mundo Voluntário

2 comentários :

  1. Muito legal Ni! O trabalho de todos é importante e com certeza o de vocês foi essencial pra tudo dar certo! Parabéns pelo texto e até a próxima!

    ResponderExcluir
  2. Olá Nicolle, seu relato foi muito esclarecedor e interessante, adorei conhecer a Área que vou trabalhar como voluntária .bjs Maria Isabel

    ResponderExcluir

My Instagram

©2019 Mundo Voluntário. Todos os direitos reservados. Tema: OddThemes