O que esperei, vivi e levarei para sempre da JMJ RIO 2013

Por Yure Alves

  Desde o início dos sonhos que se realizariam na Jornada Mundial da Juventude, todos nós voluntários, não sabíamos o que esperar, afinal, receber milhares de jovens que partilham da nossa mesma fé cristã e católica seria uma experiência única. Todos nossos irmãos peregrinos que estavam a caminho eram pessoas que não conhecíamos e não poderíamos recebê-los sem uma grande organização.


   O momento de preparação da Jornada foi bastante cansativo, eu fui Coordenador-geral da Paróquia Jesus Ressuscitado, na Vila da Penha, o responsável pela representação paroquial junto ao Comitê Organizador Local da JMJ RIO 2013, junto ao pároco José Rosa, e pela organização junto a outros coordenadores de Catequese, Voluntariado e Hospedagem, além de outros voluntários que ajudaram muito a todos nós. Muitas foram as reuniões, formações e os eventos de arrecadação de fundos, nos quais a comunidade paroquial fez o possível pra também nos ajudar.


  Quando o sonho começava a se tornar realidade e os primeiros peregrinos vindos da França, Canadá, Congo, e vários estados do Brasil chegavam à paróquia, não tínhamos ainda noção do que todo evento proporcionaria a todos nós, mas as bênçãos foram inúmeras. Eu estive todos os dias em responsabilidade de um dos locais que acolhíamos os peregrinos, a própria igreja, com auxílio dos voluntários.  Tivemos que ser responsáveis pela acolhida, permanência e entrega de cafés-da-manhã dos peregrinos.

  


  Durante a Jornada também tive a possibilidade de poder visitar a Feira vocacional na Quinta da Boa Vista e ir a Copacabana para quase todos os eventos centrais, conseguindo ver o Santo Padre, o Papa Francisco algumas vezes. Pude auxiliar na organização das filas e na entrega dos kits de alimentação da Vigília de Sábado (27/07), além  estar no momento de anúncio da próxima JMJ, Cracóvia em 2016.



  Deste serviço mais do que voluntário levo toda a alegria dos jovens peregrinos e voluntários que comigo viveram a JMJ RIO 2013. Difícil dizer qual momento mais marcante diante de tantos abraços de agradecimento, sorrisos de satisfação e choro de felicidade. Poder dar cada gota de suor pelo sucesso da missão jornada foi o que de mais gratificante poderíamos ter diante de tudo que de incrível pude compartilhar. Agradeço muito a Deus e a todos outros voluntários e peregrinos pela Jornada Mundial da Juventude no Rio de Janeiro ter mudado a minha vida!

Postar um comentário

My Instagram

©2019 Mundo Voluntário. Todos os direitos reservados. Tema: OddThemes